CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA à MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO MUNDO

CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA à MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO MUNDO
Top Model Guarujá fotos de Marinho Guzman

domingo, 23 de fevereiro de 2020

28- 28-541 - 560 do total de 1157 pensamentos na coleção de marinho guzman



Para um bom sempre surgirá alguém melhor.

Na maioria das vezes nos esforçamos para sermos bons, um ou outro consegue ser o melhor, às vezes com grande esforço, outras vezes com tal facilidade que parece, o sujeito “nasceu para aquilo”.
Mas ninguém será o melhor, nem insubstituível por todo o tempo.
Marcas são superadas, novas tecnologias fazem com que as maiores descobertas caiam no desuso e fenômenos podem ser campeões do ostracismo.

Marinho Guzman

    Qual será a razão da vida? Temos algum papel no Universo?

Continuo buscando as respostas, mas desisto rapidamente.
Cheguei à conclusão, ainda provisória, que essa não é a pergunta a ser feita.
Estivessem certos dezenas de filósofos, estariam errados outros tantos, estivessem certos milhões que professam determinada religião, estariam errados todos os outros.
Não sei explicar o que não entendo, nem entendo o que tantos se esforçam por professar como verdade mas que soa tão falso.
Não dá para aproveitar um pouco de cada ideia, sem escrever uma ou várias mentiras.
O que serve para uns não serve para outros, nem para todo mundo.
Talvez a maneira como cada um responda a essa questão, determine o modo como encara a vida e como isso influência as decisões que toma.
Por hora, deixo a razão de lado e fico com Sarah Westphal.

“Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você.
Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Marinho Guzman

As nossas tristezas, as alegrias dos outros e a vida de cada um.
Todo dia eu leio aqui no Face pelo menos uma postagem das pessoas pedindo que os outros cuidem mais das suas próprias vidas. Afinal, Deus teria dado uma vida para cada um cuidar da própria.
E todo dia eu leio dezenas de pessoas interagindo, solicitadas ou não a dar um palpite nos problemas da vida. Da sua, da nossa, e na dos outros.
Viver em sociedade é mais ou menos como morar em casa de muros baixos, mesmo que a gente não queira, acaba vendo a roupa do vizinho no varal.
Pior que isso, é quando o vizinho de muros baixos deixa a roupa suja exposta ou como se costuma dizer, lava a roupa suja em público.
Baixarias e barracos à parte (esses sem muros mesmo), a maioria das pessoas bem criadas tem noções de educação, de compostura e de convívio social.
Incentivadas e potencializadas pelo álcool e outras drogas, essas proibidas e igualmente maléficas, encontramos os que apesar da educação recebida não aplicam corretamente a sua porção de discrição e vivem arrumando encrenca em nome de um gênio forte.
É sabido que o álcool na primeira e segunda dose alegra, da terceira para cima age de maneira diferente para cada pessoa.
Da euforia à violência é um passo ou uma dose, e a gente observa a vida dessas pessoas sendo destruídas e levando junto a de mulheres e maridos, filhos e pais e de gente que inadvertidamente se aproxima, ás vezes com a melhor das intenções.
Ontem eu vi a segunda mulher de um desses seres problemáticos. Sob a carapuça de empresário bem sucedido, sua recaída no álcool e quiçá em outras drogas, caminha para a demolição de mais um casamento, para mais uma família desfeita e para colocar na sociedade mais um filho criado sem pai.
Fico pensando cá com o meu teclado o que é que eu tenho a ver com a vida dele? Afinal, Deus me deu uma tão boa. E pensando na minha vida, na vida dos outros e nas tristezas que a dependência química causa a tanta gente eu não resisto e meto o bedelho para espalhar. O álcool não deve fazer parte da vida dos adolescentes, a lei precisa ser cumprida e quem brinca com fogo termina queimado.
Palavra de quem já teve problemas com o álcool.

Marinho Guzman
   
A vida.

Somos ensinados que a vida é uma dádiva e que devemos festejá-la.
E é isso que fazemos, uns mais, outros menos, algumas pessoas todo o tempo, acreditando que no final tudo vai dar certo.
E vamos tentando, apesar dos pesares, de parecer que a imprensa só serve para mostrar problemas onde existam, descobrir uns que estão escondidos e em algum caso inventar para aumentar a audiência.
Alguém deveria medir o tempo que a imprensa gasta para divulgar as coisas ruins, os crimes e os desastres e obrigá-la a mostrar em igual tempo (pelo menos) coisas boas e dar ideias construtivas para que a gente continue a pensar que a vida vale a pena, que o pior já passou, e não pensar que o melhor foi o passado.
Passei a vida evitando pequenos acidentes, para perceber que o fim é o grande desastre.

Marinho Guzman

Porque escrevo?

Porque procuro alinhar palavras que traduzem meu pensamento e este num texto? Porque publico esses textos e o que espero com isso?
Assentimento? Concordância? Solidariedade? Simpatia? Reconhecimento? De quem? Para que?
Não há novidades nas minhas palavras. Tudo o que tinha que ser dito, escrito e lido já foi.
Escrevo o que todo mundo já sabe e no máximo talvez se pergunte:- Porque eu nunca pensei isso dessa maneira?
Escrevo porque gosto, sem nenhuma preocupação em ser original.
Afinal, quem é original? As palavras são sempre as mesmas, apenas são dispostas de maneira diferente.
Não há, aprendizado para escrever, existe a observação do que acontece com a gente e perto da gente e vontade de deixar um testemunho do que se viu e viveu.

Marinho Guzman


Quando você pensa que está entendendo os mistérios da vida, percebe que está chegando a hora da morte.

Marinho Guzman


 A vida é importante demais para ser jogada fora.

Marinho Guzman

Sonho.

Quando os primeiros raios de sol entram pelas frestas da janela, driblam a cortina e conseguem clarear ligeiramente o quarto, é hora de levantar.
Os pensamentos confusos, podem ser os de um sonho, mas são rapidamente substituídos pela realidade de mais um dia da nossa história.
Quase tudo é mecânico e quando o olhar encontra o espelho do banheiro, é possível ver, numa fração de tempo, toda trajetória de vida exteriorizada nas rugas, tais quais digitais.
Não sei se todo mundo acorda igual, mas a vida moderna tem se encarregado de massificar quase tudo, inclusive o dia a dia.
Mega cidades com dezenas de milhões de pessoas, estradas de muitas pistas, avenidas largas com intermináveis congestionamentos, metrôs lotados, estádios com milhares e milhares de pessoas, todas torcendo para apenas dois times.
Em todo lugar há multidões andando de um lado para outro, num esforço hercúleo e insano para conseguir alguma coisa que satisfará necessidades efêmeras.
E eu matutando, sem medir esforços, para entender porquê e para que tudo isso. Qual será a mola propulsora para atingir os objetivos? Quais são os objetivos?
Os últimos raios de sol deixam o horizonte. Fecho a janela e as cortinas impedem a entrada de qualquer luz.
No escuro, espero o sono e um possível sonho esclarecedor. Por que a gente sonha dormindo e quase nunca realiza os sonhos, quando está acordado?

Marinho Guzman
  
Março chegou.
Mais uma vez, como nos últimos anos, cada dia que passa, cada mês que termina, traz mais e mais reflexões, do que é a vida. Como e porque estamos aqui, como temos vivido com a definitiva certeza, de que a vida terrena, como a conhecemos, será uma só, essa e só essa.
Não tenho as palavras certas mas é nítido o sentimento que é preciso fazer mais alguma coisa relevante, que à medida que envelheço há uma mudança nítida nas prioridades, nos propósitos, na maneira de encarar a mim mesmo e aos outros e principalmente a mim mesmo em relação aos outros.
Não há como generalizar e comparações são sempre válidas se entendermos que tudo, qualquer coisa, pode ser comparada à outra, ainda que seja para constatar a completa diferença e incompatibilidade.
Março chegou!

Marinho Guzman

"Junte-se aos bons e será um deles. Junte-se aos maus e será pior do que eles."

Marinho Guzman

Finalmente!
Encarapitado na esteira ergométrica, como se fosse o mais alto degrau de um pódio, observo a bela academia.
Foram semanas de espera e hoje ao fim do exercício, sob o som estridente da música eletrônica com quase oitenta decibéis,(se é que se pode chamar isso de música), dou valor de pódio à minha vitória.
Antes isso do que funk, forró universitário e outras coisas que dizem ser música. Antes isso do que a decrépita academia do quase finado Clube Vila Souza.
Se o som fosse simplesmente o da Rádio Saudade FM, aí sim teríamos música boa de verdade.
Do alto do “meu pódio” pude ver nos últimos dias muita gente legal. Minha amiga Rosangela Artilheiro Esteves, figura querida, gata e gateira, sempre presente na melhor academia que tenha na cidade, Amanda Palma, Beatriz Palma, a amiga Thalita Garcia e mais alguns rostos conhecidos.
Moços, moças, algumas pessoas nem tão moças como eu, todos se exercitando, cada um com seu propósito, que varia da fuga da vida sedentária, caminho sem volta para aumento de peso, do colesterol, do triglicérides, do ácido úrico e outros inimigos da vida saudável, os costumeiros marombeiros e marombeiras, algumas delas com a voz mais grossa do que a do que a do Barry White.
Mas o que mais tem são garotos e garotas desfilando umas camisetas bem bacanas, mocinhas com roupas coloridas e umas “aparecidas”, fantasiadas de periguete e mais enfeitadas que árvore de Natal de shorts, saias e uma roupinha nova que é as duas coisas, shorts e saia e que mostram mais as curvas, as saliências e reentrâncias, com suas cores e contrastes do que se estivessem nuas(isso não é uma reclamação, só constatação).
Mereço esse lugar “no pódio” pela paciência que tive no último mês para chegar ao fim de quarenta e cinco minutos ininterruptos na esteira, com a marca de trezentas calorias em quatro quilômetros.
É pouco, eu sei, mas foi só o primeiro dia e quase ele não chega….
Foram mais de trinta dias esperando que a Smart Fit do Guarujá estivesse pronta para abrir as portas, foram dias de dificuldades para ter acesso pela catraca moderna que teimava não aceitar as ordens da funcionária solícita ou a leitura biométrica dos meus dedos tortos e pouco acostumados com a modernidade.
O maior vilão e que deve estar a assombrando muitos abnegados é o tal do atestado médico de aptidão para os exercícios físicos.
Documento obrigatório por uma daquelas regulamentações governamentais impostas de uma penada, o tal atestado médico é mais uma burocracia do que uma proteção ao indivíduo.
Não tenho notícias de que qualquer pessoa tivesse morrido numa academia como a Smart Fit Guarujá - A academia inteligenteque tem, um ou mais professores. E eu os vejo lá diariamente, sempre atenciosos, mas duvido que lá exista um desfibrilador e isso sim faria a diferença porque até atletas profissionais cheios de saúde podem ter um problema e o desfibrilador, esse sim salva vidas.
Mas como brasileiro sempre dá um jeito, a academia disponibilizou um médico que deve ser um dos melhores do mundo porque simplesmente tirando a temperatura e a pressão com um mixuruca aparelho de dedo, ele avalia a saúde do candidato e dá o precioso atestado, tudo pela módica quantia de trinta reais. Chato é a fila de uma hora de espera que meu amigo Caio Borges teve que enfrentar.
Para tentar conseguir o atestado sem pegar fila e sem gastar os trinta reais fui ao pronto atendimento da UNIMED cujo plano pago eu e a Amanda hum mil e quinhentos reais por mês e o médico muito solícito e simpático pediu desculpas, disse que não podia dar o atestado e que eu deveria marcar uma consulta com um clínico que faria uma avaliação completa e só então me daria o atestado. Note que só marcar a consulta na UNIMED pode demorar mais de um mês, ainda que contrarie norma da ANS.
Como recentemente fiz uma bateria mais que completa de exames cardiológicos com o excelente Dr. Ricardo Vasconcellos, foi a ele que recorri.
Portanto agora no pódio, dedico ao Dr. Ricardo, a meus falecidos pais e à minha querida mulher Amanda Palma, esse Oscar, digo esse pódio, ou o que o valha.
Amanhã estarei aqui, caminhando pelo tapete vermelho,digo na esteira,para tentar melhorar a minha marca, sempre com o patrocínio de Biquínis Chiquita Bacana Biquinis Guarujá a quem sou muito grato, que me apoia e sempre me apoiou.

Marinho Guzman
  
Nada...

Há dias, em que as noites passam num piscar de olhos.
E há noites, que os olhos fecham e abrem, abrem e fecham e as horas parecem não passar.
Diferente, mas quase igual à vida, que apesar do dia a dia, do ano a ano, passa como num piscar de olhos e quando a gente vê, faltam menos dias para viver do que a gente já viveu.
Não há insônia que resista ao cansaço, o sono vai chegar e não tenho medo que demore.
Sem fórmulas, sem conselhos, sem alternativas.
Como toca a música, nada do que foi será, de novo como já foi um dia.




Marinho Guzman
    

O biquíni, a moral, os bons costumes,o falso pudor e as bananas.

O biquíni causou polemica desde que foi criado, porque o que é novo suscita discussões de todo o tipo.
Discutir a vida alheia é esporte nacional.
Questão de cunho subjetivo, gostar ou não, costuma se confundir com o que é e o que deixa de ser moral.
Instinto normal de preservação da moral dos outros, falsos pudicos e principalmente pudicas, gostam de discutir qual o tamanho do pano, que deve cobrir a bunda alheia.
Deveria ser proibida de falar do biquíni alheio, quem não tem uma bela bunda para mostrar.
E como pimenta no rabo dos outros é refresco, eu que não tenho filhas, ás vezes fico pensando como encaram a moral e os bons costumes, os pais das gostosas que ganham a vida mostrando aquilo, que nós  mortais gostamos de ver e pagamos por isso.
Começa o verão e todas as mídias exploram a beleza do corpo das mulheres em minúsculos biquínis. 
Inversamente proporcionais ao tamanho e peso, quanto menor o biquíni maior é o preço.
Alguns olham discretamente, outros descaradamente. 
Há quem olhe os belos rabos com o rabo dos olhos...rsss...porque suas mulheres estão de olho no olho...
Um biquíni pesa cerca de 100 gramas e não há mulher que deixe de avaliar a relação do peso do biquíni com o próprio peso, ficando a diferença no peso da consciência.
E onde fica a questão da moral e dos bons costumes?
Na minha opinião isso tudo é uma questão de anatomia.
O pecado está na nossa cabeça, com uma fortuita ajuda de uma bela bunda, escassamente coberta por um biquíni.
Haja coração e viva o verão!
Deixo de ilustrar o texto com uma gostosa de biquíni, porque certamente a mesma garota que se deixou fotografar com a peça vai dizer que o uso da foto foi deturpado.
Vocês podem ver e principalmente comprar lindos biquínis no nossos anúncios do Mercado Livre no link  https://goo.gl/wWkQ7i


Biquínis a preço de banana.
Ou você vai preferir bananas ???

Marinho Guzman

Quase sempre, quem tenta ganhar uma discussão no grito, esconde a revolta muda da própria ignorância e do trato com o raciocínio lógico.
O uso correto da palavra pode levar opiniões divergentes a um denominador comum.
A gritaria só convence a todos que a presenciam que a ignorância fala mais alto, mas não tem força para garantir vitória.

Marinho Guzman
   
Quando as relações se deterioram é como um cristal que se parte.

Não há remendo que resolva. Melhor abandonar uma causa perdida do que continuar a procurar remédio para o que vai continuar sendo só remediado.
Só se vive uma vez e se você tiver isso presente, vai ver que a perda de tempo talvez seja o único erro que não pode ser repetido.
Só se vive uma vez, uma única vez.
Não perca nenhum tempo com quem não merece, porque essa pessoa estará roubando a sua vida.

Marinho Guzman

Gosto muito de escrever e meus amigos me ajudam muito quando me animam dizendo que um dia eu aprendo...

Marinho Guzman

Umas escaparam de mim, de outras eu escapei.

Antes das redes sociais, raramente a gente ficava sabendo como foi e como está a vida das antigas namoradas. Com quem casaram? Tiveram filhos? Continuam casadas ou se divorciaram? Engordaram desbragadamente ou mantiveram a linha?
Agora na modernidade do Facebook a gente pode acompanhar a vida das ex e a recíproca é verdadeira.
É bem provável que elas de vez em quando ou pelo menos uma vez na vida deem uma bisbilhotada nos ex-namorados.
Devem como eu comentar, para si próprias e com amigas reminiscentes da juventude: Nossa! Como ele está velho! Barrigudo! Os olhos continuam os mesmos mas o resto... Pelo menos parou de beber porque se continuasse já estaria morto.
E foi assim mesmo, passei os primeiros quarenta anos da vida bebendo e trocando de namorada e só parei com as duas coisas depois de um grande susto que me salvou.
Escrevendo essas linhas parece um filme. Lembro da primeira namorada
com quem fui ao cinema. Nós teríamos uns 14 ou quinze anos. Ela está aqui no Face e eu adoro ver que continuamos a ter grande sintonia com as músicas do passado. Ela ama todo tipo de arte, conhece o assunto compartilha telas lindas de pintores famosos e outras coisas de bom gosto. Fico feliz de tê-la conhecido apesar de nossos caminhos terem sido diametralmente opostos depois de algumas sessões de cinema.
Minha segunda namorada teria uns dezesseis anos que eu me lembre.
Não está no Facebook mas lembro de ter ido várias vezes ao cinema à tarde, pois era o programa dos namorados na época e com aquela idade. Interessante é que com dezesseis ou dezessete anos já dirigia o carro do meu pai que o liberava nas tardes de sábado e domingo, mas a mãe dela nunca deixou que fossemos de carro, era a pé ou de Táxi.
Tenho visto aqui uma outra ex namorada, irmã de um grande amigo. Ela prestigia curtindo minhas fotos e textos, já é avó mas quando vejo fotos atuais seu rosto parece o mesmo de quando namorávamos.
Nem tudo são flores e tenho encontrado umas poucas ex namoradas verdadeiras ruínas.

Bem, foram muitas até perto dos quarenta anos quando desacelerei, mas pelo que tenho visto, umas escaparam de mim, mas de outras eu escapei.

Marinho Guzman

Dos males o pior.

Nada me surpreende mais do que ver o brasileiro ser advertido diariamente pela mídia e pelo bom senso dos críticos de verdade, que vai eleger novamente políticos corruptos para sucederem os ladrões do dinheiro público no fim de mais um mandato.Não adianta!
Paulo Salim Maluf pode ser o melhor exemplo do que estou falando. Apesar da simpatia que uma parte da população nutre ou nutriu pelo “rouba mas faz”, em seu enésimo mandato e tendo ocupado por mais de quarenta anos quase todos os cargos que lhe permitiram acesso às maracutaias e à impunidade até hoje, é tão popular, que se elege e elege mais dois e até três asseclas em cada pleito.
A família Sarney só aparentemente abandonou as tetas do governo, depois de mais de cincoenta anos espoliando o Estado mais pobre da nação. Devem, pagar parte dos pecados ainda em vida.
O primeiro Presidente da República do Brasil a ser derrubado do cargo por improbidade foi o Senador Fernando Collor. Não houve castigo e a mídia mostra que ele hoje é mais rico e poderoso do que já foi, mercê de alianças que o mantém perto do poder e longe de processos como o causou a derrocada. Parece que aprendeu a lição e sabe que pode mais, quem se junta para o crime e divide o butim.
Há alguns anos muita gente no Guarujá comentava que o então Prefeito Maurici Mariano permitiu e patrocinou a proliferação das favelas, entre outros desmandos, distribuindo os terrenos dos bairros do Morrinhos para apaniguados em vez de alojar neles os favelados.
É do conhecimento geral o gigantesco patrimônio que Maurici adquiriu, ainda que parte houvesse sido surrupiado com a sua morte, por dois sócios ocultos. Um morreu e não devolveu nada e o outro, se transformou num dos ignorantes mais ricos da cidade.
Quando o então moço Farid Madi foi eleito Prefeito, derrotando o seu mestre Maurici Mariano, poderia parecer para os menos avisados que o túnel da Vila Zilda veria, finalmente, uma luz no seu fim.
Não foi o que ocorreu e a luz para esse túnel que foi licitada várias vezes, com outras reformas, ficou famoso na mídia pelos assaltos cinematográficos no seu entorno e pelo amor que o engenheiro Duíno Verri, que tem sobrevivido miraculosa e espetacularmente em todas as administrações, tem por solucionar como que por mágica seus problemas, com reformas caseiras de “meia boca” que o mantém fechado tempo demais, para infelicidade geral da bandidagem.
Farid Madi fez só uma administração, péssima claro e foi traído por motivo semelhante ao que derrubou o Presidente Collor. Pensou que poderia ganhar tudo sozinho e foi derrubado pelos próprios correligionários, que bandearam para o lado da “inocente professorinha” Maria Antonieta que prometia o saque socializado ao orçamento em prol de toda a turma.
Nome de rainha, modos de camponesa ela já sabia o bê-á-bá pois tinha cursado o primeiro grau na política como vereadora.
Apesar dos pesares, era na época, dos males o menor.
Pós-graduou-se e terminou rapidamente o doutorado na malandragem política, amparada segundo alguns, por um ex-policial que conhecia quase tudo sobre o crime.
Quero dizer, sabia como os bandidos grandes escapavam das punições pelos seus crimes, esqueceu-se da lição de que bandido traidor é bandido morto.
Assim que a pupila aprendeu (rapidamente) tudo o que o mestre sabia descartou-o, partindo para um voo muito mais alto.
Hoje seu mestre, que nunca ensinou a ninguém o pulo do gato é nada mais nada menos do que vice-presidente da maracutaia geral.
Depois do primeiro e desastroso mandato Maria Antonieta não poderia permanecer. Qualquer nome, menos o de Farid Madi, seria melhor que o dela. Todos sabiam a apetite com que ela viria para um segundo quadriênio. Seu blá-blá-blá de que as contas haviam sido pagas e agora era só crescer foi só blá-lá-lá. Cresceram as denúncias, os processos e os escândalos amplamente denunciados pela mídia de verdade e enaltecido pelos jornalecos da cidade, comprados a preço de banana, já que só servem mesmo para embrulhar banana, e nunca foi punida pelo Judiciário.
Maria Antonieta foi dos males o pior.

Minto! Quem viver verá que o pior está por vir.

Marinho Guzman

Não se consegue resolver os problemas quando não sabe por onde começar.

Marinho Guzman

    Às vezes me perguntam se eu comi todas as que eu fotografei e eu respondo que não fotografei todas as que eu comi.

Marinho Guzman


Nenhum comentário:

Miss Guarujá-Biquinis Guarujá

Miss Guarujá-Biquinis Guarujá
COMPRE NA NOSSA LOJA VIRTUAL-CLIQUE AQUI