CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA à MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO MUNDO

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Compromissos inadiáveis e canos irreparáveis.

Todas as vezes que eu combino algo com alguém, tomo a precaução de escrever o dia, hora, assunto e se for um encontro, o endereço completo e o telefone. 
Nada de “em frente ao”, perto da porta de entrada ou “onde tem uma banca de jornais”.
Tomo ainda a precaução de deixar claro que se qualquer uma das partes não puder ir,deve avisar até a hora tal do dia tal.
Tudo isso para dizer que se você marcou alguma coisa comigo pode ter certeza que eu irei ou avisarei antes, caso haja algum imprevisto.
Em contrapartida, caso você me dê o cano, pode ter certeza de que foi o primeiro e o último.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

A sensualização nas fotos de publicidade, em especial na moda praia.

Já faz bastante tempo que a publicidade se esforça para mostrar a roupa como arte, transformar as modelos em estrelas e os costureiros em artistas.
Desde o princípio existe a discussão sobre a sensualização na publicidade, especialmente nas fotos.

Assunto polêmico mas sem lances apaixonados, não há muitos famosos que apoiem ou recriminem com veemência essa sensualização, talvez porque a maioria das pessoas goste de sexo e de sexualizar a própria imagem ou simplesmente seguem uma tendência que parece ser predominante.
Salvo raras exceções, modelos são mulheres lindas, com o corpo perfeito e vida pessoal muito exposta, o que permite que todos vejamos como elas são ricas, felizes, têm maridos lindos e filhos “lindinhos” tudo levando a crer que são famosas por isso mesmo.
Não se tem notícias de que essas divas escondam ou se preocupem em mostrar suas pernas, braços, peitos e nádegas, nem em sensualizar tanto nas fotos com as roupas das grifes que representam, ou na vida pessoal.
A praia, o mar, os iates e a exposição sexualizada das suas vidas públicas e privadas se confundem.
Muitas mulheres podem até se queixar da ditadura da moda, predominantemente feita para magras lindas e malhadas gostosas, mas procuram se espelhar nelas , podendo até chegar ao ridículo, como algumas famosas com perto de setenta anos e mais de oitenta quilos, que em alguns casos confundem sexualizar com escandalizar.
Eis um ponto onde pode haver discussão interessante. Sexualizar e escandalizar não são a mesma coisa, não são próximas nem tem a ver com o comportamento da maioria das pessoas.
Felizmente tive poucos casos onde algumas das minhas fotos foram apontadas como “muito sensuais”. Procuro sempre evitar essa possibilidade sem deixar de entender e explicar que fotos de maiô, biquíni, blusinhas e sainhas são roupas que por si só sexualizam, por expor naturalmente a maior parte do corpo.
Já escandalizar, só mesmo algumas mães puritanas de garotas feias e gordinhas que são virgens aos dezoito anos ou escondem da mãe suas suas frustrações sexuais de adolescente, mães essas que geralmente já têm as próprias.
Não há, de qualquer maneira, se descartar que uma das coisas mais importantes na publicidade é fazer com que o assunto tome toda a atenção do espectador e em alguns casos, é a critica e a discussão sobre o assunto que tornam o produto sucesso de vendas.
Dificilmente qualquer coisa é muito vendida se não for muito desejada e a publicidade mostra para criar o desejo e a cliente compra porque deseja o que atende seu gosto seja ele pessoal ou por modismo.
Um outro ponto a ser comentado é o uso cada vez maior de crianças e a adolescentes na publicidade e em especial na publicidade que sensualiza ou erotiza.
Bem mais difícil é discutir questões morais e éticas quando em pauta crianças, adolescentes e jovens que não tem capacidade para entender totalmente as implicações da sexualização. Há, no entanto que creditar aos pais e responsáveis essa orientação, cabendo ao publicitário exclusivamente ater-se às regras de conduta legais, éticas e morais, exigindo a presença desses responsáveis ou no mínimo autorização escrita para a confecção e divulgação desse material, deixando de veiculá-los a qualquer tempo a pedido deles, exceto quando isso foge à sua capacidade como é o caso das fotos repicadas na internet.

domingo, 28 de maio de 2017

Está muito difícil ficar com os pés no chão pois o mundo está de pernas para o ar.

Ilusão, conhecimento e realidade.


Os jovens começando a vida descobrem o mundo pelos seus próprios olhos e vislumbram um futuro promissor.
Mas a experiência dos anos mostra uma realidade que pode ser diferente. Não somos todos iguais.
Pois quanto maior a sabedoria maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto.

Eclesiastes 1:1-18″

sábado, 20 de maio de 2017

Que importa que outros subam as escadas que eu já desci...

Olhar para o futuro só é mais importante que relembrar o passado quando se é jovem.
A busca incessante por grandes vitórias deve ser encarada como desafio para jovens.
Assim como o descanso é necessário e merecido, é preciso desacelerar a vida lentamente, trocando o trabalho pelo lazer.
A leitura traz conhecimento pelo puro prazer de saber. Viajar e conhecer muitos lugares são pequenos aclives que levam tão alto como muitas escadas.
Quem lê e quem viaja, ocupa mais o cérebro e suas múltiplas funções com lembranças prazerosas.
Quem ocupa esses espaços com preocupações e novos desafios a cada dia, pode estar trocando possíveis conquistas por velhas vitórias e como num jogo, arriscar-se pode ser bom, mas a perda é sempre uma derrota.
Que me importa que outros subam as escadas que já desci?
É preciso avaliar sempre as perdas, contabilizar as vitórias, arquivar as derrotas e deixar lustrosas as medalhas e troféus que conquistamos ao longo da vida.
Um jovem quando arrisca e perde, tem muito tempo para reverter a situação.
Quando se é velho, as derrotas são sempre mais doloridas porque importam em reconhecer que lições não foram aprendidas
Quem convive com uma pessoa mais velha deve guardar para si as vitórias por galgar degraus e respeitar quem já subiu essas escadas e não deseja repetir façanhas.


Marinho Guzman

terça-feira, 16 de maio de 2017

DEUS SEGUNDO SPINOZA


"Pára de ficar rezando e batendo o peito! O que eu quero que faças é que saias pelo mundo e desfrutes de tua vida. Eu quero que gozes, cantes, te divirtas e que desfrutes de tudo o que Eu fiz para ti.

Pára de ir a esses templos lúgubres, obscuros e frios que tu mesmo construíste e que acreditas ser a minha casa. Minha casa está nas montanhas, nos bosques, nos rios, nos lagos, nas praias. Aí é onde Eu vivo e aí expresso meu amor por ti.

Pára de me culpar da tua vida miserável: Eu nunca te disse que há algo mau em ti ou que eras um pecador, ou que tua sexualidade fosse algo mau. O sexo é um presente que Eu te dei e com o qual podes expressar teu amor, teu êxtase, tua alegria. Assim, não me culpes por tudo o que te fizeram crer.

Pára de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Se não podes me ler num amanhecer, numa paisagem, no olhar de teus amigos, nos olhos de teu filhinho... Não me encontrarás em nenhum livro! Confia em mim e deixa de me pedir. Tu vais me dizer como fazer meu trabalho?

Pára de ter tanto medo de mim. Eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Eu sou puro amor.

Pára de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Se Eu te fiz... Eu te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio. Como posso te culpar se respondes a algo que eu pus em ti? Como posso te castigar por seres como és, se Eu sou quem te fez? Crês que eu poderia criar um lugar para queimar a todos meus filhos que não se comportem bem, pelo resto da eternidade? Que tipo de Deus pode fazer isso?

Esquece qualquer tipo de mandamento, qualquer tipo de lei; essas são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em ti.

Respeita teu próximo e não faças o que não queiras para ti. A única coisa que te peço é que prestes atenção a tua vida, que teu estado de alerta seja teu guia.

Esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um passo no caminho, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso. Esta vida é o único que há aqui e agora, e o único que precisas.

Eu te fiz absolutamente livre. Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. Ninguém leva um placar. Ninguém leva um registro. Tu és absolutamente livre para fazer da tua vida um céu ou um inferno. Não te poderia dizer se há algo depois desta vida, mas posso te dar um conselho. Vive como se não o houvesse. Como se esta fosse tua única oportunidade de aproveitar, de amar, de existir. Assim, se não há nada, terás aproveitado da oportunidade que te dei. E se houver, tem certeza que Eu não vou te perguntar se foste
comportado ou não. Eu vou te perguntar se tu gostaste, se te divertiste... Do que mais gostaste? O que aprendeste?

Pára de crer em mim - crer é supor, adivinhar, imaginar. Eu não quero que acredites em mim. Quero que me sintas em ti. Quero que me sintas em ti quando beijas tua amada, quando agasalhas tua filhinha, quando acaricias teu cachorro, quando tomas banho no mar.

Pára de louvar-me! Que tipo de Deus ególatra tu acreditas que Eu seja? Me aborrece que me louvem. Me cansa que agradeçam. Tu te sentes grato? Demonstra-o cuidando de ti, de tua saúde, de tuas relações, do mundo. Te sentes olhado, surpreendido?... Expressa tua alegria! Esse é o jeito de me louvar.

Pára de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim. A única certeza é que tu estás aqui, que estás vivo, e que este mundo está cheio de maravilhas. Para que precisas de mais milagres? Para que tantas explicações? Não me procures fora! Não me acharás. Procura-me dentro... aí é que estou, batendo em ti."

O passado, o saudosismo e o futuro com pouca dignidade


O passado não retorna, o saudosismo seleciona só pequenas partes
da memória e o futuro precisa ser entendido como o que nos resta, já que a humanidade escolheu viver uns anos a mais, cada vez com dignidade de menos.

Heróis e vilões são igualmente lembrados e amá-los ou odiá-los não vai mudar nada o curso da história.

domingo, 14 de maio de 2017

Biquínis Guarujá agora com mais de 8.000 anúncios no Mercado Livre


Fé,esperança,otimismo e milagres.

Não sei exatamente o que busco mas continuo procurando sempre, agora talvez mais.
Já li muito sobre fé, esperança, otimismo e milagres.
Milagre é a suspensão temporária de leis comuns da natureza e a intervenção de um poder sobrenatural.
Milagres não existem para serem entendidos, a fé serve para suportar as dúvidas e a esperança para garantir o otimismo.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Fotografias Marinho Guzman Whatsapp 13 9 9713 2020

Convide ou indique a sua amiga para fazer o teste!!!

Pode ser que ela seja tímida ou nem tenha percebido seu potencial.
Continuamos a dar oportunidade para quem quer ser modelo e precisa ter fotos de qualidade para começar, além do que nossas fotos são a melhor lembrança que você pode ter dessa idade.
Se você tem uma amiga com o sonho de ser modelo fotográfico ou que esteja com vergonha e tenha dúvidas, mostre que ela pode fazer um teste sem nenhum compromisso da nossa parte e sem nenhum custo, pelo contrário, para divulgar a nossa loja nós damos o biquíni do teste para as garotas que fotografarem.
Para agendar um teste fotográfico e ganhar o biquíni você deve acessar o perfil de Marinho Guzman, e postar fotos para avaliação in box. Se ela for selecionada vai receber uma mensagem para agendar o teste que é feito sempre no estúdio da loja em Guarujá
na Praia de Pitangueiras na Avenida Marechal Floriano Peixoto 90. Essa rua é a rua do Morro do Maluf.

Telefone (13)9 9713 2020.Descubra na sua amiga uma modelo fotográfico de sucesso.

A gente enterra um pedaço do passado cada vez que um amigo morre.

sábado, 6 de maio de 2017

dose


Todos estamos precisando de uma dose extra de esperança para viver no século XXI.
Nos dois mil e dezessete anos dessa era Cristã temos posto à prova a capacidade do homem em transformar para criar, em destruir para inovar.
Ao mesmo tempo em que criamos remédios e tecnologias para aumentar a vida criamos armas e meios fazer sofrer e para matar.
Ninguém conhece qual a dose ou como seria possível medir o sofrimento humano. 
Refugiados das nações em guerra e abandonados de todas as nações perambulam famintos pelas ruas e ainda sobrevivem, ricos e famosos tiram a própria vida numa clara demonstração que não suportaram suas dores.
Seria possível dizer que todos sofremos igualmente com a mesma intensidade?

quinta-feira, 4 de maio de 2017

A gente sabe que a maioria que deixou de fazer o que faz falta, também não vai fazer mais.

Fico pasmo quando alguém não acredita que o homem foi à Lua, acha que tem marmelada na Mega Sena e que a vacina da gripe faz mal.
Quando alguém diz que não acredita em Deus fico pensando em quais seriam suas últimas palavras na iminência de um acidente ou uma catástrofe, se uma prece fosse a última esperança para um ente querido numa cama de hospital.
Quando a gente tem quinze anos não vê a hora de fazer dezoito, quando a gente tem trinta e nove é assaltado pela ideia de que está ficando velho e depois dos sessenta, já sabe que o que vem pela frente tarda mas não falha.
Então a gente lembra das coisas que não foram feitas e muitas não poderão ser mais.
Sempre têm os que buscam exemplos raros como:-fulano fez isso com oitenta anos, fulana fumou e viveu até os noventa, mas a gente sabe que a maioria que deixou de fazer o que faz falta, também não vai fazer mais.

Miss Guarujá-Biquinis Guarujá

Miss Guarujá-Biquinis Guarujá
COMPRE NA NOSSA LOJA VIRTUAL-CLIQUE AQUI