CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA à MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO MUNDO

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Feliz Ano Novo!

Nos últimos dias de 2.011, escrevi um texto quase amargo de desabafo, pelo pior ano que me lembro em toda a minha vida (http://www.marinhoguzman.com/2011/12/tudo-pronto-tudo-velho-para-o-ano-novo.html)

Parece que funcionou. Minhas pragas pegaram todas. Vejo meus desafetos continuarem iguais ou piores do que sempre foram. Uns merdas!
Em compensação, fui recompensado com muito mais do que mereci, e a repetição, como um mantra, de que Deus não demora, ele tem seu tempo e quando o tempo chega ele capricha, aliada às minhas costumeiras boas ações no dia a dia, fizeram com que de lá para cá, fossem  os melhores anos da minha vida.
A melhor  notícia foi a cura total da minha querida Amanda Palma do problema que colocou à prova a sua fibra.
Ela tem todos os predicados e precisou deles e de uma dose extra de fé em Deus para aos trinta anos enfrentar com coragem o que derruba muitos, quase todos.
Depois, desde que me mudei para o Guarujá há mais de vinte anos, lutei muito e ferozmente, para que a cidade mudasse para melhor.
A insistência em não reconhecer a minha falha estava, sem que eu percebesse, minando minhas forças, abalando minhas crenças e me deixando fragilizado perante uma corja de bandidos travestidos de políticos que ano a ano transformaram a cidade no que ela é definida por um querido amigo. “A melhor cidade ruim que se tem para viver.”
No exato momento em que reconheci ter perdido a batalha e desisti de gastar energia boa com gente ruim, as coisas começaram a mudar e posso dizer que depois de entregar às pessoas ruins o que elas queriam tirar de mim, livrei-me  desse peso. 
Acabaram-se os problemas e Deus agiu porque chegou a hora, me dando muito mais do que eu esperava e o tanto que ele achou que eu merecia.
O próximo ano promete ser ainda melhor do que esse que finda.
Com tudo que preciso e a querida Amanda Palma ao meu lado, os que me conhecem bem sabem do que eu estou falando e espero que os que não conhecem tão bem acreditem.
Vale a pena agradecer a Deus todos os dias. Um desses dias ele também vai achar que chegou a sua hora e você vai ver do que eu estou falando.
Feliz Ano Novo para todos! Graças a Deus!

A felicidade de cada um.


Não consigo esquecer as muitas histórias que meu pai contava, sempre cheias de ensinamentos.
Um dia, falando de satisfação, felicidade e essas coisinhas que fazem a diferença na vida das pessoas, ele me contou de um funcionário simples, que numa sexta-feira estava radiante. Mais do que normalmente...
Seu semblante, ao contrário de tantos outros, que aparentemente tinham além de melhor emprego, mais bens materiais, demonstrava claramente isso.
Meu pai teria perguntado a ele se havia uma razão para essa sua aparente felicidade.
Sua resposta foi mais ou menos a seguinte:
- Seu Tuninho, amanhã a gente não trabalha, paguei todas as contas esse mês, ainda tenho cinquenta reais do salário, meu maldito dente não está doendo, o maço de cigarros tá cheio e a mulher vai com as crianças passar o fim de semana na Praia Grande, na casa da sogra. 
Quer coisa “melhor de bão” que isso?Isso é a própria felicidade!

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Homo fobia

Depois que eu descobri que o homo fobismo não é crime e que só é passível de punição a injúria e calúnia perpetradas numa discussão com a veadagem, me sinto até animado em comentar o trote das renas do Papai Noel em nuvens de neve e por aí a fora.
‪#‎prontofalei‬ como diria minha gerente a Sandrinha. 
Homo fobismo não é crime e quando algum veado enfiar o dedo no seu nariz porque você inadvertidamente deu um olhar recriminatório pelo beijão de língua que ele deu no bigodudo ao lado não se amofine. 
Deixa ele esbravejar á vontade porque deve ser dor de corno ou em outro lugar.
Vale aquele ditado que passarinho que come pedra tem que saber o tamanho do c...que tem.
Nada foi me dito nem me perguntado mas cuidado, porque racismo é crime, nada de ficar chamando aquele seu "amigo irmão" de negão porque isso sim pode dar cana.

Rsss...

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

O que você está fazendo no Google, no Facebook, da sua vida?

Feliz Natal, Próspero Ano Novo, Parabéns a você!
Para muita gente a comunicação estará feita pelos próximos 365 dias.
Parece que os mais jovens se comunicam mais, vamos ficando mais velhos fechamos o círculo de amizades, falamos menos, ficamos mais introspectivos.
Sou destes! Dos mais velhos que se comunicam menos, que ficaram mais introspectivos.
Nojento não!
Até que sou camarada, chego a fazer alguns amigos novos, mesmo tendo a certeza de que essa amizade não vai muito longe.
Hoje em dia quando encontro velhos amigos faço menos festa do que há dez anos. Já sei que depois desse encontro, o máximo que vai rolar vai ser um ou outro telefonema, isso se não ficar mais dez anos sem ver o cara.
Tem muita gente de quem só tive notícia na época do ORKUT...rsss...você sabe ou lembra o que era isso? Ele móóóóórrreuuu!!!
Ex-namorada e grande amiga então nem se fala.
Se você deu uma passadinha aqui no meu Facebook com a intenção de deixar Boas Festas te agradeço de coração.
Será uma das poucas pessoas que por um ou outro motivo lembraram de mim.
Se não for pedir muito, deixe mais do que Boas Festas, deixe umas palavras do passado, pode ter certeza que são as velhas lembranças as que ainda tem me emocionado.
Deve ser dessas coisas de quem já viveu o suficiente para dar mais valor às palavras do que aos presentes ou coisa de velho mesmo...
No mais, Feliz Natal, Próspero Ano Novo e porque não, fica já com um Parabéns a você, pelo seu próximo aniversário.
Se quiser me encontrar estou no aqui no Facebook e no Google você me encontra fácil, digite Marinho Guzman e vai ver centenas de citações. Meu telefone continua a ser 13-99713-2020.
Continuo pela vida, tentando aproveitar o máximo com o mínimo de esforço.
Apesar dos pesares tenho sempre um tempo para um papo.
Feliz Natal! Passa por aqui no Ano Novo, será um prazer te ver novamente e... pelo menos, obrigado, por ler mais uma das minhas bobagens.

Marinho Guzman

Bom dia! Inevitáveis os pensamentos reflexivos nessa época de festas e fim de ano.

Deve ser a análise involuntária do ocorrido no ano, nos últimos anos, em todos os nossos anos, levando de quebra as nossas relações com os outros indivíduos.

Aparentemente existem pessoas mais ou menos alegres, mais ou menos preocupadas e mais ou menos felizes.
Eu digo aparentemente, porque o homem apesar de dar sinais dos seus sentimentos, às vezes é uma caixinha de surpresas, como esses caras que entram atirando em escolas, que pulam do alto dos prédios, ou caras comuns, que são capazes de atos magnânimos para salvar a vida de alguém em perigo num incêndio, numa enchente ou outras situações inesperadas.
Você, eu e a maioria das pessoas que nós conhecemos, certamente não chega nem chegará a extremos. Vivemos uma vida rotineira, onde não há muito lugar para a morte prematura ou inesperada, nem para pensamentos recorrentes do inexorável fim.
Mas, a partir de certo dia e em alguns dias, especialmente, todos nós começamos a pensar, mais ou menos, na nossa vida e no final dos nossos dias.
As empresas, depois de certo período fazem um balanço das suas operações apurando o lucro ou o prejuízo. Nós fazemos o mesmo, em algumas datas. A gente lembra das coisas boas que aconteceram, dos percalços a que todos estamos sujeitos e de um ou outro fato que aparentemente poderia ter sido evitado, minorado ou de preferência não ter existido.
Isso não é possível.
Deixo aqui algumas linhas que pretendem explicar muita coisa:
As quatro Leis da Espiritualidade ensinadas na Índia:

- A primeira lei diz: “A pessoa que vem é a pessoa certa“. Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

- A segunda lei diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido“. Nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa” ou “aconteceu que um outro”. Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

- A terceira diz: “Toda vez que você iniciar é o momento certo“. Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.

- E a quarta e última afirma: “Quando algo termina, ele termina“. Simplesmente assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência.
Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado.

Bom dia!

Miss Guarujá-Biquinis Guarujá

Miss Guarujá-Biquinis Guarujá
COMPRE NA NOSSA LOJA VIRTUAL-CLIQUE AQUI