CLIQUE AQUI E SEJA LEVADA à MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO MUNDO

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Tarde demais para esquecer


Tarde demais para esquecer
Eu lembro. 
Eu pensava reencontrá-la um dia e como numa novela você diria...
Há quanto tempo... e eu responderia:
-Foram trinta anos!
E hoje já se passaram trinta anos. Trinta anos de uma lembrança perpétua que é só uma lembrança, nada mais do que uma forte lembrança.Perpétua.
Tarde demais para não esquecer.
Que força é essa que dura tanto quanto uma vida?
Tarde demais para aprender.
M.G.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Isso aí que você está aprendendo... eu já esqueci.


Determinados aprendizados servem para treinar a inteligência a entender e aprender o que vale a pena e aquilo que realmente vamos usar na vida.
Lembro-me vagamente de uma tal de tábua de logaritmos e de alguns teoremas... equações de primeiro e segundo grau que me deixavam deprimido o que hoje é algum tipo e pânico.
Certamente todos aqueles aprendizados não foram em vão. Obrigado a entender, decorar  e apreender, tudo aquilo foi um treinamento que não tenho visto ser imposto aos jovens de hoje.
Não sei se eles serão melhores ou piores do que nós fomos, somos e seremos.
Tenho lido que a geração que tem computador e internet avança 10 anos em apenas um.
De qualquer maneira comparar é sempre interessante e quando você conversa sobre a maioria dos assuntos com os jovens, muitas vezes nem tão jovens, fica impressionado com o grau de informação, conhecimento e entendimento que esse pessoal tem sobre assuntos atuais de pouca valia.
Não lhes pergunte a respeito de história, descobertas e conquistas que nos trouxeram até aqui. Limite-se ao ontem e ao agora mesmo e circunscreva o assunto ao que passa na televisão em alguns programas de massa.
Aonde tudo isso vai levar? Não sei. Talvez muito além do que nós mais velhos sabemos ou poderemos vir a saber.
Uma coisa é certa, muito do que os jovens não estão aprendendo eu já esqueci... e mais uma vez eu lembro da frase que eu uso muito:

-Que importa que outros subam as escadas que eu já desci?

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Helô Pinheiro vereadora no Guarujá ?

Basta não ter compromisso profissional nos fins de semana, o que aliás tem sido o pedido do maridão Fernando Pinheiro e do filho Fernandinho, a eterna Garota de Ipanema Helô Pinheiro pode ser encontrada na Praia do Tombo onde tem apartamento ou almoçando com amigos no Restaurante Papi Palma na Praia de Pitangueiras.
Quando o assunto é sua preferência por Guarujá, uma vez que tem um lindíssimo sítio com aras em Morungaba, Helô justifica que morar no Guarujá pode ser uma realidade nos próximos anos.
 Já abraçar uma carreira política ou jornalística na cidade é uma coisa que não passa ainda pela sua cabeça (apesar de muito solicitada por amigos) uma vez que tem programa em televisão e contratos com diversas empresas que licenciam sua marca Garota de Ipanema e Helô Pinheiro que exigem sua presença constante em reuniões e desfiles por todo o Brasil e em Miami onde apresenta anualmente diversos eventos.

Nem amar nem odiar para sempre- Baltasar Gracián

Nem amar nem odiar para sempre
Trate os amigos de hoje como se pudessem se tornar os inimigos de amanhã, inclusive os piores.
Como a experiência mostra que isso pode acontecer, deve-se estar prevenido.
Os desertores da amizade não devem receber armas, pois farão com elas a pior guerra.
Os inimigos, ao contrário, devem ter sempre uma porta aberta para a reconciliação.
A porta da cortesia é a mais segura.
Às vezes uma vingança consumada vira um tormento, e o prazer pelo dano causado ao inimigo se torna motivo de pesar.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Vencer a inveja e a maldade



É prudente desprezar a inveja, mas a indiferença não vale o mesmo que a gentileza. Não há aplausos suficientes para quem fala bem daquele que fala mal. Não há vingança mais nobre que vencer a inveja com méritos e qualidades. Cada sucesso aumenta o tormento do invejoso. Para o rival a glória do outro é um inferno. Este é o maior castigo: fazer da sua felicidade um veneno para o adversário.
O invejoso não morre uma vez só, mas tantas quanto o invejado for aplaudido.
A eternidade da fama de um compete com a dor do outro: os dois são imortais, aquele nas suas glórias e este nas suas penas.
O clarim da fama soa para anunciar a imortalidade de um e divulga a morte do outro, condenando-o à forca da inveja.


Baltasar Gracián

Miss Guarujá-Biquinis Guarujá

Miss Guarujá-Biquinis Guarujá
COMPRE NA NOSSA LOJA VIRTUAL-CLIQUE AQUI